Depoimento: O Implante Coclear na minha vida

Por Laura Oliveira Spitzkopf 

Nasci com grave deficiência auditiva bilateral e meus pais foram informados pelo médico, que eu não seria capaz de me comunicar oralmente, apenas pela linguagem de libras. 

Ali, naquele momento, antes mesmo de ter consciência de mim mesma, já comecei a aprender o significado de persistência, pensamento positivo e força de vontade. 

Desde bebê, meus pais insistiram no uso de aparelhos auditivos (mesmo que estes não fizessem muita diferença, já que no ouvido esquerdo eram produzidos sons mínimos e, no direito, não se produzia som nenhum), insistiram que eu falasse e fizesse leitura labial. Minha mãe, inclusive, abandonou a profissão para dedicar sua vida inteiramente à minha fala. 

Alguns diriam que eles “dificultaram” a minha vida, visto que aprender libras, naquela época, seria muito mais fácil e simples do que aprender a falar. 

Mas, como eu disse, desde pequena fui ensinada que nem tudo o que queremos é conquistado facilmente. Meus pais me prepararam para o mundo assim como ele é, um mundo de ouvintes. Um mundo em que os desenhos animados não têm legendas, libras ou personagens gesticulados para que uma criança surda os entenda, um mundo onde é impossível um surdo acompanhar uma peça de teatro, um mundo em que o canal de assistência para deficientes auditivos é exatamente uma ligação para o fatídico “0800”, e, atualmente, um mundo que, no meio desta pandemia, sequer se preocupa com as consequências (para muitos, imperceptíveis) do uso obrigatório de máscaras. 

Tomei o caminho mais difícil e estudei em escolas para ouvintes, fiz viagens desacompanhada e aprendi outras línguas, acreditando que estava preparada para todas as surpresas que a vida poderia me apresentar. Mas, felizmente, não estava. 

Eu não estava preparada para o momento, após a cirurgia de implante coclear, quando ativei meu novo aparelho e ouvi a voz dos meus pais límpida e clara pela primeira vez. Nem eu, nem eles, que sempre se mostraram tão fortes, estávamos preparados para o dia que consegui identificar o barulho de uma moto no meio do trânsito, alguém me chamando pelas costas, o barulho do vento ou a voz de um cantor em uma bela música. 

Não só meus pais, mas também meus amigos perceberam a impactante diferença do implante coclear. Um exemplo marcante, foi o dia em que estava com minhas amigas no intervalo das aulas, numa escola que era muito arborizada, e escutei um som diferente. Quando perguntei do que se tratava, elas caíram no choro emocionadas, pois era a primeira vez que eu escutava o barulho de uma cigarra que soava ali todos os dias. 

Quanto a mim, o principal impacto que percebi, com certeza, foram as minhas conversas com outras pessoas, que se tornaram muito mais fáceis e fluídas. Agora consigo acompanhar todo o rebuliço de sons que acontece a minha volta, e a compreender melhor as discussões sem o excessivo esforço que sempre me foi exigido. 

O implante coclear mudou minha vida. De certa forma, me permitiu ser mais “relaxada” e me dar ao “luxo” de falar com as pessoas sem a necessidade de olhar sempre para a boca delas, de poder definir as músicas que gosto ou não, e de me estabelecer como uma profissional entre tantos outros profissionais, e não mais como uma surda entre os ouvintes. 

Apesar de todas estas vantagens, o implante coclear ainda não me fez abandonar a persistência, pensamento positivo e força de vontade que carrego comigo desde o nascimento e levo para todas as áreas da minha vida. Não só levo comigo, como também tento incentivar outras pessoas para que também tenham essas características, sejam elas surdas ou não. 

Afinal, cada ser humano tem suas dificuldades e não é todo mundo que tem a assistência que eu tive, mas, se posso dar um conselho pela minha experiência, é: “O impacto dos problemas na sua vida, é diretamente proporcional à importância que que você dá a eles. O sucesso e felicidade são atingidos a partir do momento que não se vê o problema como uma barreira impeditiva, mas como um obstáculo a ser superado”. 

Já no meu caso, posso afirmar com convicção, que o implante coclear foi essencial para superar meus obstáculos e me preparar para os próximos que virão. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: