Aplicações da Telefonoaudiologia na Reabilitação

Telefonoaudiologia é o uso de ferramentas online – tecnologias da informação e comunicação – para nossa atuação fonoaudilógica. 

Com a telefonoaudiologia o fonoaudiólogo tem a possibilidade de realizar ações preventivas, analisar exames e emitir pareceres, monitorar tratamentos propostos, realizar teleconsultas, entre outras ações, desde que seu atendimento tenha equivalência ao atendimento presencial. Ou seja, os atendimentos à distância deverão ser realizados em condições de igualdade em relação à qualidade do atendimento presencial, baseados em evidências científicas, com práticas alinhadas ao Código de Ética da Fonoaudiologia e às regulamentações da área de atuação.

Para as pessoas que são atendidas a telefonoaudiologia possibilita, de forma complementar ao atendimento presencial, maior facilidade de acesso à informação sobre sua própria saúde e aos atendimentos fonoaudiológicos. Especialmente em situações de maior restrição de deslocamentos, como durante a pandemia de Covid que estamos vivendo.

Na reabilitação auditiva a telefonoaudiologia pode ser aplicada em várias etapas do processo e de diversas formas. Segue algumas aplicações da telefonoaudiologia durante o processo de reabilitação auditiva:

Na avaliação da audição

Nesta etapa o fonoaudiólogo pode realizar orientações a partir de questões levantadas em anamnese por teleconsulta e com base na análise de exames auditivos que já tiverem sido realizados presencialmente.

O fonoaudiólogo audiologista pode também de forma remota integrar informações sobre o caso e discutir junto à equipe interdisciplinar – otorrinolaringologistas, psicólogos, fonoaudiólogos especialistas em outras áreas, etc.

Para triagem auditiva aplicativos têm sido desenvolvidos e podem ser uma ferramenta útil para uso em larga escala, mas seus resultados podem sofrer grande interferência dependendo do aplicativo, do fone utilizado, do ambiente em que a pessoa está, da própria pessoa que irá realizar o teste. Portanto para o diagnóstico e indicação de tratamento da surdez sempre é necessária avaliação profissional presencialmente, com avaliação clínica e realização de exames validados.

Na adaptação das próteses auditivas

Próteses auditivas implantáveis cirurgicamente logicamente necessitam da intervenção presencial. O fonoaudiólogo pode fazer uso da telefonoaudiologia para orientar e aconselhar o paciente antes e após a cirurgia. 

O mapeamento do implante coclear remoto se mostrou eficaz em estudos publicados. Durante a pandemia pôde ser realizado evitando mais prejuízos ao desenvolvimento da audição e da comunicação oral de crianças.

Próteses auditivas não implantáveis, como os aparelhos auditivos convencionais, também requerem ao menos um atendimento presencial para avaliações e escolha do aparelho auditivo ideal conforme avaliação clínica do fonoaudiólogo. Após esse primeiro atendimento presencial é possível com a telefonoaudiologia realizarmos as sessões de aconselhamento sobre a adaptação, sanar dúvidas e ajustes nos aparelhos auditivos. Os fabricantes têm disponibilizado ferramentas seguras para o ajuste à distância. Isto é ótimo pois permite que os ajustes sejam realizados considerando os ambientes sonoros que a pessoa está vivenciando, diferente do ambiente do consultório fonoaudiológico.

O início do uso de novas próteses auditivas é repleto de dúvidas dos pacientes e de seus familiares. O fácil acesso ao suporte do fonoaudiólogo neste momento, por meio da telefonoaudiologia, traz mais segurança e colaboração no processo de tratamento da perda auditiva.

No treinamento auditivo

Dependendo das características da surdez a pessoa necessita realizar o treinamento auditivo para estimular as habilidades auditivas, melhorar o processamento auditivo e a capacidade de compreensão dos sons.

 O treinamento auditivo formal utiliza estímulos sonoros gravados e transmitidos por um audiômetro, com a intensidade do som precisamente controlada. Dessa forma, somente pode ser realizado presencialmente.

Já o treinamento auditivo não formal é realizado com tarefas de escuta contextuais, com ferramentas como softwares, aplicativos, conteúdos de mídia em áudio online, entre outros. Por isso é totalmente aplicável dentro da telefonoaudiologia, após avaliação presencial.

Na prevenção

Ações preventivas sobre saúde auditiva podem ser amplamente utilizadas com objetivo de prevenir a surdez por causas evitáveis ou com o intuito de não se ter maiores prejuízos por perdas auditivas já ocorridas. 

A divulgação de informações sobre audição e surdez (como acontece aqui no blog Cocleativa!) são ações que os fonoaudiólogos podem e devem realizar. Portanto blogs, campanhas de mídia, manter nossos pacientes e as pessoas que nos cercam bem orientadas a respeito da sua própria saúde auditiva é muito importante e a telefonoaudiologia aplicada de forma responsável é uma grande aliada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: