Tipos de perda auditiva

Quem nunca ficou com aquela sensação de ouvido tampado depois de um show muito barulhento ou após ficar por algum tempo perto de uma caixa de som em volume alto, não é? É quase impossível ouvir o que outras pessoas estão falando, mas essa é uma situação temporária e que costuma desaparecer depois de algum tempo longe do barulho.

Ao contrário dessas situações de dificuldade auditiva temporária, a perda auditiva é permanente, causada por alguma lesão nas vias auditivas, e ocorre quando perdemos total ou parcialmente a habilidade de ouvir, variando em grau e intensidade. Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), a audição normal permite ouvir sons de até 25 decibéis ou mais baixos nos dois ouvidos; abaixo desse limiar, já se considera uma perda auditiva.

Mas, afinal, quais são os tipos de perda auditiva? Quais são as principais causas para cada um deles?


Existem três principais tipos de perda auditiva que são causados por diferentes fatores.


Perda auditiva neurossensorial
A perda auditiva neurossensorial é a mais comum, e normalmente é causada pelo dano de células sensoriais, um processo que acontece naturalmente ao longo da vida. Neste caso, portanto, o corpo não consegue enviar as informações captadas pela audição até o cérebro. Apesar disso, ainda é possível realizar o tratamento por meio de aparelhos auditivos ou por implantes cocleares, que tem o objetivo de facilitar o processo.


Este tipo de perda auditiva apresenta alguns sinais aos pacientes, como a dificuldade para compreender os sons, seja durante uma conversa ou um programa de televisão, por exemplo, e dificuldade também durante a fala. Vale lembrar, portanto, que o tratamento de perda auditiva iniciado precocemente pode apresentar melhores resultados.


Algumas das causas para o desenvolvimento da perda auditiva neurossensorial são:
● Idade;
● Infecções que não foram tratadas da maneira correta;
● Exposição excessiva a ruídos constantemente altos.


Perda auditiva mista
Este tipo é normalmente desenvolvido por causa de inflamações e malformações do ouvido, pelo uso inadequado de remédios ou por efeito de algumas doenças. A perda auditiva mista, portanto, leva esse nome por ser uma junção das outras duas causas.

Perda auditiva condutiva
É causada por algum tipo de interrupção na comunicação externa e interna do ouvido, de maneira com que o som não consegue ser captado pelo paciente. Acontece devido a um funcionamento ruim de um mecanismo do sistema nervoso central, que pode ser causado por razões como infecções e perfuração timpânica.


Os principais sintomas da perda auditiva condutiva são: dor no ouvido, zumbido e sensação de diminuição constante do volume auditivo.


A perda auditiva, como apontado anteriormente, pode se desenvolver por diversos motivos e em diferentes momentos da vida. Além disso, com o passar do tempo sem o tratamento correto, a perda auditiva pode ficar cada vez mais severa. Dessa forma, é importante se atentar ao tratamento precoce, a fim de alcançar resultados mais rápidos e efetivos ao longo do tratamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: