Fones In-Ears e a Saúde Auditiva dos Profissionais da Música

Para os profissionais da música a audição é o sentido mais valioso e se torna necessário o uso de medidas de proteção auditiva, alinhadas ao desempenho no palco. Dentre essas medidas mais avançadas de proteção auditiva, contamos com os monitores in-ears. Os monitores in-ears, são fones intra-auriculares, usados profissionalmente ​​por músicos, cantores e engenheiros deContinuar lendo “Fones In-Ears e a Saúde Auditiva dos Profissionais da Música”

Mapeamento do Implante Coclear

O implante coclear é um dispositivo eletrônico biomédico, biocompatível e durável,  desenvolvido para realizar a função das células ciliadas que estão danificadas ou não estão  presentes, transformando a energia sonora em baixos níveis de corrente elétrica, e proporcionar  a estimulação elétrica das fibras remanescentes do nervo auditivo (Costa AO,1998). O processo  pelo qual é determinadoContinuar lendo “Mapeamento do Implante Coclear”

Teleaudiologia: a contribuição do acesso remoto nos casos de implante coclear – uma revisão sistemática

Introdução: A teleconsulta pode ser benéfica em diversos aspectos: social, econômico, terapêutico
e normativo. Na audiologia, a realização da teleconsulta vem sendo bastante estudada em alguns
serviços, principalmente, na programação remota de usuários de Implante Coclear. Objetivo: Investigar
a aplicabilidade, vantagens e desvantagens da teleconsulta em audiologia para os usuários de Implante
Coclear. Método: Trata-se de pesquisa de revisão sistemática em que foram realizadas buscas nas
bases de dados sem limitação de ano. Foram selecionados e incluídos, somente estudos de intervenção
não randomizados, estudos descritivos e estudo de caso. Para leitura na íntegra, foram avaliados os
procedimentos de aplicabilidade da teleconsulta, descrição dos pontos positivos pelos pacientes,
profissional ou entre profissional e paciente, além da descrição de suas desvantagens. Resultados:
Foram incluídos quatorze estudos, da língua inglesa e português do Brasil. Foram encontrados estudos
de seguimento remoto nos seguintes casos: mapeamento, testes de fala (mensurações de níveis T e C),
técnicas e configuração de plataformas remotas e orientações fonoaudiólogicas. Conclusão: Há diversas
maneiras que possibilitam o sucesso do Implante Coclear na teleconsulta como mapeamento e orientações.

Você sabe o que é Tecnologia Assistiva e Sistema FM?

Tecnologia Assistiva é a terminologia, razoavelmente recente, utilizada para identificar um arsenal de Recursos e Serviços que contribuem para proporcionar, ou, ampliar habilidades funcionais de pessoas com deficiência, com o propósito de  promover Vida Independente e Inclusão. Pode ser também definida como “uma ampla gama de equipamentos, serviços, estratégias e práticas concebidas e aplicadas paraContinuar lendo “Você sabe o que é Tecnologia Assistiva e Sistema FM?”

BERA e Autismo

O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), de acordo com a nomeação dada pelo DSM-5, antes denominado Autismo, é uma alteração neurológica que se caracteriza por comprometer a interação social, a comunicação verbal e não-verbal, levando a atrasos significativos no desenvolvimento da fala e da linguagem, e presença de comportamento restritivo e repetitivo, que tipicamenteContinuar lendo “BERA e Autismo”

ATUALIDADES SOBRE OS SISTEMAS DE CONDUÇÃO ÓSSEA

AUDIÇÃO POR CONDUÇÃO ÓSSEAO conceito de audição por condução óssea, fenômeno através do qual uma vibração pode transmitir som, foi descrito pela primeira vez por escrito em 1500 por Girolamo Cardano (MUDRY, 2011). Dispositivos rudimentares, como uma haste, foram inicialmente utilizados como dispositivos auxiliares para pessoas com perda auditiva, fornecendo um caminho para que asContinuar lendo “ATUALIDADES SOBRE OS SISTEMAS DE CONDUÇÃO ÓSSEA”

Qual a diferença entre o PEATE/BERA e o Frequência Específica

Os PEAs possibilitam avaliar a integridade funcional das vias auditivas, desde o órgão receptor periférico até o córtex cerebral. Avalia a sincronia neural do sistema nervoso até o tronco encefálico frente a um estímulo sonoro. As principais características analisadas são as latências das ondas, que é o intervalo de tempo entre a apresentação do estímulo sonoro até o aparecimento da onda. É um exame muito útil no diagnóstico diferencial de pacientes com perdas unilaterais; zumbido; perdas assimétricas; perdas cocleares x retrococleares; etc.
Agora vamos falar sobre o frequência específica. Temos dois exames importantes disponíveis clinicamente. São eles: o ToneBurst (TB) e o estado estável (ASSR). São exames eletrofisiológicos que não avaliam a integridade das vias, mas dependem da integridade dessas vias para que sejam confiáveis. Eles nos fornecem um limiar eletrofisiológico por frequência, dessa forma conseguimos ter um audiograma eletrofisiológico nas principais frequências, 500, 1000, 2000 e 4000Hz (pode ser realizado em demais frequências, depende do equipamento do exame que o profissional tem disponível).

Hero Adesivos

Em outubro de 2016, nosso filhinho Davi, então com 3 anos de idade, começou a usar aparelhos auditivos nas duas orelhas. Apesar dos aparelhos terem um design limpo e anatômico, queríamos deixá-los mais divertidos, bonitos e exclusivos, combinando com o jeito alegre e com a idade do Davi. Sendo assim, desenvolvemos vários adesivos com desenhosContinuar lendo “Hero Adesivos”

Implante Coclear em idosos

O uso de próteses auditivas (AASI) como terapêutica de reabilitação auditiva é um consenso e a melhora do desempenho cognitivo em idosos naqueles que as utilizam já foi demonstrado na literatura.5,10,20,21 Entretanto, boa parte dessa população idosa surda avançará em seu grau de perda auditiva ao ponto que não mais será eficaz o uso de AASI comum, tornando-se então, candidatos ao implante coclear. A idade, portanto, não deve ser fator limitador para a indicação ao implante coclear.22 

Quais profissionais compõem uma equipe de Implante Coclear?

De acordo com as Portarias, são exigidos infraestrutura adequada, recursos institucionais, fluxos de atendimentos e cirurgias, e uma equipe multiprofissional devidamente qualificada, mas a estruturação de um Centro de Implante Coclear deve ser adaptada à realidade de cada serviço.