Manifestações do Transtorno do Processamento Auditivo Central nas escolas

As investigações sobre o Transtorno do Processamento Auditivo e suas manifestações no ambiente escolar, apontam grande interesse da comunidade científica, de profissionais de saúde, da educação e de pais e responsáveis, visto que alterações nas habilidades auditivas têm impacto em nossas atividades cotidianas, em especial no que se refere a comunicação e, é de fundamental importância para o sucesso acadêmico.Continuar lendo “Manifestações do Transtorno do Processamento Auditivo Central nas escolas”

Teleaudiologia: a contribuição do acesso remoto nos casos de implante coclear – uma revisão sistemática

Introdução: A teleconsulta pode ser benéfica em diversos aspectos: social, econômico, terapêutico
e normativo. Na audiologia, a realização da teleconsulta vem sendo bastante estudada em alguns
serviços, principalmente, na programação remota de usuários de Implante Coclear. Objetivo: Investigar
a aplicabilidade, vantagens e desvantagens da teleconsulta em audiologia para os usuários de Implante
Coclear. Método: Trata-se de pesquisa de revisão sistemática em que foram realizadas buscas nas
bases de dados sem limitação de ano. Foram selecionados e incluídos, somente estudos de intervenção
não randomizados, estudos descritivos e estudo de caso. Para leitura na íntegra, foram avaliados os
procedimentos de aplicabilidade da teleconsulta, descrição dos pontos positivos pelos pacientes,
profissional ou entre profissional e paciente, além da descrição de suas desvantagens. Resultados:
Foram incluídos quatorze estudos, da língua inglesa e português do Brasil. Foram encontrados estudos
de seguimento remoto nos seguintes casos: mapeamento, testes de fala (mensurações de níveis T e C),
técnicas e configuração de plataformas remotas e orientações fonoaudiólogicas. Conclusão: Há diversas
maneiras que possibilitam o sucesso do Implante Coclear na teleconsulta como mapeamento e orientações.

Como funciona o tratamento multidisciplinar em: Psicopedagogia/Fonoaudiologia/Psicologia

A fonoaudiologia é uma ciência que atua na área da comunicação e seus distúrbios. O fonoaudiólogo garante a promoção, prevenção, avaliação, diagnóstico e intervenção quando a demanda abrange funções da audição, de equilíbrio, de linguagem, voz, etc. (CREFONO 2). Esse profissional é o responsável pela habilitação e reabilitação também quando se trata de alguma deficiênciaContinuar lendo “Como funciona o tratamento multidisciplinar em: Psicopedagogia/Fonoaudiologia/Psicologia”

Audiometria normal não é sinônimo de audição normal

Frequentemente, recebo no consultório, pacientes com exames de Audiometria tonal, vocal  e Imitanciometria dentro dos padrões de normalidade, porém com queixas de ouvir, mas não  compreender as informações auditivas, principalmente em ambientes ruidosos.   A Audiometria Tonal convencional é um exame que avalia as vias auditivas periféricas,  cujas frequências analisadas abrangem as faixas de 250 HzContinuar lendo “Audiometria normal não é sinônimo de audição normal”

ATUALIDADES SOBRE OS SISTEMAS DE CONDUÇÃO ÓSSEA

AUDIÇÃO POR CONDUÇÃO ÓSSEAO conceito de audição por condução óssea, fenômeno através do qual uma vibração pode transmitir som, foi descrito pela primeira vez por escrito em 1500 por Girolamo Cardano (MUDRY, 2011). Dispositivos rudimentares, como uma haste, foram inicialmente utilizados como dispositivos auxiliares para pessoas com perda auditiva, fornecendo um caminho para que asContinuar lendo “ATUALIDADES SOBRE OS SISTEMAS DE CONDUÇÃO ÓSSEA”

Diferença entre: Treinamento auditivo acusticamente controlado e Treino auditivo em terapia fonoaudiológica.

A reabilitação auditiva é a intervenção fonoaudiológica que deve ser imediatamente providenciada nos casos de prejuízos auditivos diagnosticados. A reabilitação de perdas auditivas e de inabilidades auditivas advindas de um Transtorno do Processamento Auditivo Central (TPAC) é realizada por fonoaudiólogos especialistas e é aplicada de diferentes maneiras. Neste artigo, vamos falar do treinamento auditivo voltado à reabilitação das habilidades auditivas alteradas detectadas em uma avaliação comportamental do processamento auditivo.

O perigo do uso de hastes flexíveis com algodão (cotonete)

A maneira correta de “limpar os ouvidos” é passando suavemente uma toalha limpa e macia após o banho, somente até onde o dedo alcança, sem forçar a entrada do canal auditivo. O cotonete pode ser utilizado para a limpeza do pavilhão auricular e não deve ser introduzido no conduto auditivo.

E-book: Zumbido no ouvido

Além do nome mais conhecido, que é o zumbido no ouvido, existem outros nomes como acúfeno, tinido ou tinnitus.Independente da nomenclatura, o zumbido no ouvido é um grande problema auditivo que, muitas vezes, está associado à perda auditiva.Por isso, saber identificar o problema no início é primordial.Sendo assim, este material foi desenvolvido para que vocêContinuar lendo “E-book: Zumbido no ouvido”

O uso excessivo de fones de ouvido pode causar perda auditiva?

A conscientização das pessoas, principalmente de jovens, no sentido de que o uso inadequado e abusivo de fone pode causar danos à saúde ainda está bem longe do ideal. O uso indiscriminado de fones de ouvido pode causar a Perda Auditiva Induzida por Ruído.