Cuidados com os Aparelhos Auditivos

Para um bom funcionamento dos aparelhos auditivos e também uma durabilidade maior, é necessário que alguns cuidados e recomendações sejam seguidos. O uso inadequado e falta de limpeza, por exemplo, podem diminuir o tempo de vida útil dos aparelhos auditivos.

Atualmente existem vários modelos de aparelhos e as formas de higienização podem variar de um para o outro. Desta forma, é necessário que as orientações dadas pelo fonoaudiólogo sejam seguidas e que a limpeza dos aparelhos auditivos torne-se um hábito diário, como por exemplo, passar a flanelinha de limpeza retirando o excesso de umidade e poeira; usar a escovinha de limpeza para remover a cera de ouvido que pode ficar acumulada na saída de som, impedindo que você escute bem ou até danificar os aparelhos.

Outro fator importante são as consultas regulares com o fonoaudiólogo que fez a adaptação dos aparelhos auditivos. Nessas consultas é possível  retomar as informações de limpeza, trocar peças que possam não estar mais em bom estado e ainda identificar algum problema que talvez você não tenha notado, garantindo assim um aumento da vida útil.

Lembre-se de que seus aparelhos auditivos não podem ser molhados, portanto, cuidado ao entrar no banho ou piscina, muitos pacientes se esquecem que estão com os aparelhos no ouvido e acabam tomando banho ou pulando na piscina com os mesmos.  Ainda que alguns aparelhos, atualmente, sejam resistentes à água, o que chamamos de IP (Índice de Proteção), isso não garante ou isenta a possibilidade de serem danificados ao ficarem imersos na água. Caso aconteça de molhar seu aparelho acidentalmente, retire-o, seque-o com uma flanela seca, coloque no desumidificador e leve ao seu fonoaudiólogo o quanto antes para avaliar se aconteceu algum dano. 

Nunca use secadores de cabelo e aparelhos auditivos ao mesmo tempo, pois a alta temperatura pode danificá-los ainda mais. Evite também que os aparelhos tenham contato com sprays e gel de cabelo.

Coloque seus aparelhos auditivos diariamente no desumidificador elétrico ou sÍlica (seguindo sempre as orientações do fabricante) principalmente se você transpira excessivamente. Ele ajudará a remover a umidade evitando a oxidação dos componentes eletrônicos.

Temos que ter cuidados especiais com as pilhas, vale saber que os aparelhos auditivos que necessitam de pilhas devem ser guardados sempre com a gaveta de pilha aberta para que não fiquem sendo consumidas e também não corra o risco de vazar, pois o vazamento pode danificar os aparelhos auditivos. Além disso, aparelhos e pilhas devem ser guardados em local seguro para que acidentes domésticos sejam evitados, como por exemplo, a ingestão de pilhas por crianças e/ ou animais de estimação.

Também é de extrema importância evitar que os aparelhos sofram quedas, portanto sempre que for manipulá-los, faça em uma superfície segura e que tenha, por exemplo,  um tapete ou acolchoado embaixo, para que em caso de queda o tapete amorteça o impacto.

Os aparelhos auditivos modelos retroauriculares com receptor no canal possuem olivas e filtros de cera, assim tenha sempre em mãos alguns extras para que possa trocá-los quando os mesmos entupirem de cera (Imagem 1 e 2):

Imagem 1: Trocando a Oliva de Aparelho com Receptor no Canal

Fonte: Guia de Higienização Maico Aparelhos Auditivos

Imagem 2: Trocando o filtro de aparelho com receptor no canal

Fonte: Guia de Higienização Maico Aparelhos Auditivos

O modelo do filtro pode mudar de acordo com o fabricante, consulte sempre o fonoaudiólogo para saber qual o seu modelo.

Os aparelhos intracanais também possuem os filtros de cera e a troca é feita da mesma forma que fazemos as trocas dos aparelhos com receptor no canal (Imagem 3), porém, nem sempre o modelo do filtro é o mesmo, então verifique com seu fonoaudiólogo qual o seu modelo.

Imagem 3: Trocando o filtro de cera do Intracanal

Fonte: Guia de Higienização Maico Aparelhos Auditivos

Se você tem aparelho auditivo retroauricular com molde auricular, é preciso higienizar o molde. O molde deve ser limpo diariamente com a escovinha e flanela de limpeza e em alguns momentos deve ser lavado (Imagem 4). A periodicidade de lavagem poderá ser definida com o seu fonoaudiólogo.

Imagem 4: Como lavar o molde auricular

Fonte: Guia de Higienização Maico Aparelhos Auditivos

Seguindo todas as orientações e cuidados, você está garantindo uma experiência auditiva ainda melhor e sempre com seus aparelhos auditivos com bom funcionamento!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: